terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Natal Solidário


Natal Solidário

Sempre ouvi falar que imagens falam mais do que palavras. Quando há um motivo especial então, elas se tornam ainda mais significativas, aos olhos da população, que é crítica e com razão.
Sempre aposto no voluntariado, porque tudo que é feito voluntariamente, é feito com amor, com dedicação.
Embora tenhamos problemas, nossos dias de tristeza, desânimo, não podemos transmitir isto para os outros, porque é contagioso.
No último sábado a tristeza e o desânimo foram banidos da Vila Italiana em Rodeio. O Natal Solidário deixou escrito nos olhos das crianças, a alegria de ver os palhaços, as danças, a contação de histórias, o Papai Noel, mas principalmente de não sair de lá de mãos abanando. Cada brinquedo entregue era uma festa para elas. Algumas não aguentaram e abriram o pacote, usando aquela doação vinda de pessoas da comunidade, para usar a imaginação e cair num conto de fadas.
Isto tudo, graças a pessoas que quero aqui agradecer de coração, pois sem eles nada disto teria acontecido.
Primeiramente os Voluntários do Bem, um grupo sem dono, mas com uma vontade enorme de promover o bem, não importando a quem. Também as entidades Rotary, Rotaract e o grande Clube de Dirigentes Lojistas de Rodeio – CDL.
Claro, diversas outras pessoas fizeram a diferença, ajudando de alguma maneira, mas não podemos aqui nomeá-los, pois se esquecermos alguém estaremos cometendo uma grande injustiça.
O espírito de doação foi tanto, que houve o caso da pequena Nayori Bassani Cardoso, de apenas 03 aninhos, que fez questão de doar seus três grandes bonecos de pelúcia, seus mimos, para outras crianças que estariam no Natal Solidário. Mesmo com sua ingenuidade, não sabendo ao certo o que quanta alegria estaria promovendo, quis fazer.
Portando, parabenizo todos os envolvidos, não esquecendo os Bombeiros Voluntários da União, que em nome deles, todos os empresários, toda a imprensa escrita e falada da região.
Deus está com todos vocês.