segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Abertura da Kennedy em Rodeio


Durante duas semanas, Rodeio passou por uma transformação no quesito mobilidade urbana. A abertura da mão única, Barão / Kennedy, deixou muita gente confusa.

"Onde entro, será que aqui posso? Ops, aqui é contra mão, (bip bip) tá ficando louco é contra-mão cara", e assim foram muitas as discussões feitas pelos pedestres e motoristas.

Houve uma cena que presenciei onde uma jovem pilotando uma Biz, desviava dos carros que vinham ao contrário, como se fosse nos filmes, onde o bandido foge da polícia na contra-mão, e isto aconteceu bem em frente a prefeitura, quando eu estava entrando na Cooperativa de Crétido Cresol. Ah, e foi presenciado por diversas pessoas.

Bom, não vou entrar no mérito da questão, pois se eu vejo que todo mundo está vindo contra mim, algo está errado. Ou eu ou eles, rsrs.

Mas podemos dizer que um exemplo de desenvolvimento de uma cidade se dá quando o poder público vê a necessidade de ajudar a população em sua mobilidade, dentro da cidade. A abertura da mão única foi criticada e elogiada por muitos, mas na minha humilde opinião, foi o que de mais importante aconteceu em todos estes anos na cidade, em termos de crescimento.

Claro, houve vários deslizes que felizmente não resultaram em algo pior, como acidentes graves ou com danos materiais. Dentro destes deslizes eu acredito que seja a má sinalização. Como postei em um comentário de meu amigo Jeferson Rodrigo Stolf, onde ele coloca sua opinião no facebook sobre a via, até eu acabei entrando na Rua do Caminetto na contra mão, porque não vi a pequena placa.

Barbeiragem minha? Talvez sim, talvez não. Mas em outras ruas ainda há falta de sinalização. Não é uma crítica, pois entendo que era necessário a abertura para depois fazer os ajustes entre as ruas transversais, mas alguns pontos de sinalização falharam ao meu ver.

Outro ponto discutido entre os munícipes seria a abertura total da Kennedy. Hoje ela vai desde a nova entrada até o Colégio Osvaldo Cruz, onde se continuar assim, logo vamos ter que colocar um semáforo para organizar o grande número de veículos que ficam naquela, vou eu ou vai ele passar? Sorte que foi implantado o aluno-guia no Colégio recentemente, para proteção dos alunos.

Mas muitas pessoas e eu também concordo (você não é obrigado a concordar comigo lógico), a abertura até o final da Avenida Presidente Kennedy seria o mais sensato.

Mas isso é uma coisa que deverá ser decidida pela próxima administração, onde deverá estudar o impacto que poderá causar com o comércio da Rua Barão do Rio Branco, caso seja feita.

No geral, gostei da abertura da mão dupla, mas com certeza a Avenida Presidente Kennedy deverá passar por uma quase, completa manutenção, pois está em péssimo estado o calçamento.