sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Cadê o nosso prefeito


Esta publicação na edição desta semana do Jornal Alternativo
Hoje vou falar um pouco sobre a imagem do prefeito de minha cidade Rodeio, o senhor Carlos Alberto Pegoretti. Este meu assunto é questionado semanalmente nas reuniões da Câmara e também grande parte da população também indaga sobre isso. Sei que haverá represálias por parte do executivo contra mim, mas isto faz parte da estória (lenda).
Vamos lá...
Cadê o nosso prefeito
Quem souber quem é o prefeito de Rodeio, ganha um brinde. Esta poderia ser a pergunta feita no Médio Vale do Itajaí. Aposto que nem os rodeenses, fora os que apostaram nele, saberiam responder.
Aliás, atualmente nem os vereadores conhecem o atual prefeito, pois a cada breve período o prefeito ELEITO Carlos Alberto Pegoretti, passa o cargo ao Vice-prefeito Nego Girardi, para tirar férias. Nego por sua vez faz um trabalho muito bom na comunidade.
Acompanhando a Câmara de Vereadores de Rodeio há muitos anos, nunca vi um prefeito tão ausente como o nosso. Posso contar nos dedos de uma das mãos, quantas vezes ele esteve na Câmara durante os seus dois mandatos, para defender um projeto, mostrar aos vereadores, que são os responsáveis pela aprovação ou não de uma lei municipal, qual a importância do apoio deles na aprovação deste projeto ou aquele projeto. Aliás, não sei para que aprovar leis, pois em Rodeio, muitas não são cumpridas. Exemplos: Lei das farmácias, lei antifumo, lei para ambulantes, lei tal, lei tal, foram promulgadas, mas sequer são aplicadas.
A lei antifumo, foi amplamente divulgada, houve muita polêmica entre os donos de bares e inclusive, alguns bateram boca com vereadores por se sentirem lesados. Até agora não foi aplicada. E o prefeito;;; Não está nem aí.
Em Timbó, vemos a atuação permanente do prefeito Laercio Schuster Junior do PP, mesmo partido que Pegoretti, ativamente incluído na mídia local. Aqui para Pegoretti, mídia não tem importância. E o pior, quando um vereador tenta entrar com a sugestão de um projeto bom para a população, o prefeito o veta, alegando que o projeto não partiu do executivo. Ridículo, pois não importa de onde partiu o projeto, mas o que importa é que ele retorne em benefícios para a população, independente do partido.
Um exemplo: Projeto do legislativo número 08/2011, que torna obrigatório a permanência de pessoal treinado em primeiros socorros, nas escolas públicas e particulares de ensino fundamental e de educação infantil situadas no Município, durante todo o período diário de atividades escolares.  
Outro exemplo: Projeto do legislativo número 06/2011, estabelece que alunos das escolas da Rede Municipal de Ensino, com menor rendimento escolar, tenham atendimento educacional psicológico especializado e psicopedagógico, gratuito e obrigatório.
Resultado: Todos os vereadores aprovaram os projetos mas foi VETADO pelo prefeito.
Não tem dinheiro para pagar estes profissionais? Desincha um pouco o pessoal contratado no administrativo. EDUCAÇÃO E SAÚDE de qualidade é o que merece a nossa população, não picuinhas partidárias.
Agora, fiquei sabendo que a Avenida Presidente Keneddy será aberta, saindo no Bairro Gávea. Umas das promessas de Pegoretti. Devo elogiar, mas também pedir ao Prefeito que faça uma obra completa, não igual ao Bairro São Pedro Velho, que esta sofrendo com a falta de conclusão da obra do calçamento, mesmo com o incansável mau tempo.
Enfim, cadê o nosso prefeito, que não mostra a cara e debate com a população e vereadores os problemas do município;;;;
E com relação a juventude,,,, Os universitários pedem uma ajuda maior para custear o transporte escolar, vão até a Câmara pedindo apoio aos vereadores, pedem uma audiência com o prefeito mas sequer são atendidos por Pegoretti. Cadê o respeito pela educação superior. Ele não pode esquecer que tem filhos que talvez dependerão do transporte universitário. Bom talvez ate lá ele possa dar um carro para eles estudarem e não serão obrigados a ir junto com o povão.
Se alguém encontrar o nosso prefeito ganha um brinde.