segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Visa Regional reúne Vigilâncias Municipais para repassar informações

A Vigilância Sanitária (Visa) da Gerência Regional de Saúde da SDR de Timbó reúne, mensalmente, as Vigilâncias municipais para repassar informações pertinentes à área para a padronização do desenvolvimento dos trabalhos por parte das Visas dos municípios. Nesse mês de outubro, a reunião abordou vários assuntos, inclusive sobre a legislação para auto-inspeção das unidades escolares conforme Resolução Normativa nº 001/DIVS/SES, de 27/03/2015. “Esclarecemos quanto às inspeções nas creches municipais, tendo como objetivo a avaliação das condições de funcionamento das unidades escolares, visando promover a melhoria das condições higiênico-sanitárias dos referidos estabelecimentos. Esse instrumento servirá para as melhorias necessárias, para que os responsáveis tomem as devidas providências”, enfatiza o técnico de Vigilância Sanitária e Saúde Ambiental da SDR Timbó, Odemar Slomp.

 

O técnico ressaltou que é preciso ficar atento na educação infantil, verificando a metragem da sala e respeitando o número máximo de crianças por sala, sendo que de 0 a 3 anos é de 15 alunos; de 3 a 4 anos é de 20 alunos e de 4 a 6 anos é de 25 alunos. “Observamos as condições de estrutura física, ventilação, iluminação, forro, paredes, piso e demais itens”, explicou Slomp.

 

Durante a reunião, ficou acordado entre os presentes em realizar inspeção nas Escolas Estaduais, aplicar essa legislação e fornecer subsídios para a Gerência de Educação (Gered) poder fazer projeto das possíveis melhorias a serem realizadas nesses locais. “Sabemos que esse levantamento foi realizado em 2010 e muito já foi realizado pelo Estado. Essas inspeções podem ser realizadas no prazo de 45 dias a partir dessa data. Também verificar como ficaram as reformas realizadas nessas escolas no setor da cozinha. Sabemos também que mais de 70% desses locais foram feitas melhorias”, disse Slomp. As Visas municipais farão relatório com registro de fotos e encaminharão para Visa da SDR Timbó.

 

Após, Odemar Slomp falou com relação às indústrias de palmito, onde há dificuldade em controlar toda a cadeia produtiva desses produtos, pois há muitos clandestinos produzindo sem algum tipo de condição de higiene e há estabelecimentos que estão esquentando esses produtos. “Estamos atentos a tudo isto. Estamos visitando frequentemente os estabelecimentos regularizados e verificando essa situação”, disse Odemar Slomp.

 

No encontro também foi decidido que a Visa Regional irá promover reunião com os responsáveis pelos estabelecimentos que fabricam produtos de origem vegetal, palmito e outros tipos de produtos. Acontecerá no dia 22 de outubro, com início às 14 horas. Odemar também esclareceu que acontecerá na SDR Timbó uma capacitação para as Visas Municipais e Regionais sobre indústrias de alimentos, rotulagem e outros, nos dias 16, 17 e 18 de novembro em Florianópolis.

 

Ainda durante o encontro, os profissionais receberam orientações sobre a utilização do produto hipoclorito de sódio. Esses produtos não devem ser entregues a estabelecimentos comerciais de gêneros alimentícios e sim para quem não possui água tratada. As Vigilâncias Sanitárias possuem informativo a ser entregue as pessoas de como proceder para que tenha água de boa qualidade, no caso da água não tratada ( água de fonte, nascente e de poço ). Esse produto poderá ser utilizado para a higienização das frutas, verduras, hortaliças e legumes.

 

Também foi esclarecido quanto às análises de flúor na água, realizadas pelo Lacen (Blumenau), que faz a análise de três pontos por mês de cada município. O resultado deve ser encaminhado à Coordenação da Saúde Bucal o município.

 

Da SDR Timbó participaram da reunião, além do técnico Odemar Slomp, a gerente de Saúde Arrabel Antonieta Lenzi Murara, e o enfermeiro Sabino Scipiecz.

 

 

Assessoria de Comunicação
SDR Timbó - 3399-3000
Site do Governo do Estado: www.sc.gov.br

Site da Secretaria: www.sdrs.sc.gov.br/sdrtimbo